Car Service Manager ou mecânico usa um computador tablet com um software de diagnóstico interativo futurista. Especialista em inspeção do veículo para encontrar componentes quebrados no motor

Conheça os principais modelos de revisão na gestão de manutenção de frota

3 Feb 2021

Conheça os principais modelos de revisão na gestão de manutenção de frota

O controle da manutenção de frota é uma das tarefas mais importantes e desafiadoras na gestão. Adotar rotinas de revisões, utilizar a tecnologia e conhecer muito bem os automóveis da frota são alguns dos caminhos para ter veículos sempre disponíveis e a operação da empresa não parar.

Para entender melhor sobre a parte de manutenção no controle de frota, vamos explicar todos os pontos sobre o tema.

Preventiva, corretiva e preditiva: conheça cada tipo de manutenção e como a sua frota pode se beneficiar de cada uma

Na gestão de frotas se deve trabalhar com uma equação balanceada entre custo e segurança, afinal, muitos problemas podem ser evitados com a adoção de estratégias de manutenção eficientes. 

Na manutenção preventiva é programada a rotina de revisão para cada veículo da frota e todos os componentes são avaliados. A avaliação acontece de acordo com o uso do veículo, dessa forma a vida útil do carro e a sua disponibilidade são maiores, além de garantir maior segurança para os condutores.

Apesar dos custos, ao contrário do que se pensa, ao invés de ser um gasto, na verdade, esse é um investimento com retorno certo, pois garante que o veículo tenha sua vida útil prolongada, mantendo o carro sempre em circulação, além de evitar que ocorram com mais frequência as manutenções corretivas.

Já a manutenção corretiva acontece sempre que alguma peça é avariada, ou algum fator externo danifica o veículo. Como é uma correção inesperada, muitas vezes o veículo fica parado mais tempo para o conserto e representa um custo maior de manutenção. Embora possa ser algo imprevisível, como no caso de fatores externos ocasionarem o dano, o ideal é evitar esse tipo de manutenção, agindo previamente com as manutenções de rotina preventivas.

Já a manutenção preditiva é a forma tecnológica de prevenir possíveis falhas não aparentes, garantindo ainda mais segurança à vida e a disponibilidade dos carros para a operação. Na prática, na manutenção preditiva são coletados dados que monitoram o desgaste dos equipamentos e seu processo natural de degradação.

Com isso, é possível prolongar a vida útil dos veículos, aumentando a sua produtividade. Outro benefício é a redução de desmontagem para inspeção de determinadas peças, melhorando a confiabilidade dos veículos. 

A manutenção preditiva é baseada no uso de dados gerados pelos aparelhos de ferrografia, termografia, ultrassonografia, análise de pressões e vibrações, para detectar possíveis problemas antes mesmo deles acontecerem. 

Portanto, a redução de custos futuros e de indisponibilidade dos veículos são alguns dos benefícios dessa modalidade que se baseia na tecnologia para garantir a segurança dos condutores e o perfeito funcionamento dos carros. 

O que é preciso verificar nas revisões da frota?

Como vimos, o ideal é não dar margem para os problemas aparecerem. A manutenção de frota preventiva garante segurança e maior tempo de rodagem sem que apareçam falhas. Por ser planejado, as compras de substituição de itens, como pneus, por exemplo, podem ser feitas em grande escala, o que oferece maior possibilidade de negociação e maior desconto pelo volume da compra. Nas revisões programadas são avaliados os seguintes itens:

  • Óleo;
  • Correia dentada;
  • Velas do motor;
  • Radiador e todo sistema de arrefecimento (refrigeração);
  • Rodas e pneus;
  • Suspensão, alinhamento e balanceamento;
  • Caixa de câmbio e radiador;
  • Sistema elétrico;
  • Filtros do carro: ar, óleo e combustível;
  • Sistema de iluminação (faróis, lanternas);
  • Para-brisa, espelhos, cintos de segurança;
  • Freios: pastilhas, fluido, lonas.

Crie o seu plano de manutenção

Ter um plano de manutenção é fundamental para o controle de frota. Esse plano deve considerar:

  1. Catalogação de todos os veículos: Informações do veículo, histórico de consertos, recomendações do fabricante para manutenção etc;
  2. Controle de equipe e rotas: Informações sobre os condutores, dados sobre as viagens, consumo de combustível por quilômetro e veículo;
  3. Indicadores de desempenho: Através da tecnologia é possível medir e receber dados sobre os automóveis para tomar decisões baseadas em dados, como: perfil da condução, distância percorrida, consumo de combustível, entre outros.
  4. Planejamento orçamentário: todos os gastos com a operação da frota, incluindo seguro, impostos, combustível, até mesmo a depreciação da frota, devem ser levantados. Somente ao ter como base os custos da frota é possível se programar para incluir o valor da manutenção preventiva. Assim o custo da manutenção passa realmente a fazer parte de uma rotina financeiramente programada.

A gestão de frotas é uma tarefa muito importante na operação de todo negócio que precisa de veículos para atuar. 

Para ter mais tempo para pensar na estratégia da sua empresa, conte com a frota da Arval que oferece mais economia por um preço fixo de aluguel, a garantia de veículos atuais, além de um banco de dados que ajuda na tomada de decisões com a gestão de frotas. 

Disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, o canal do condutor permite a comunicação de  problemas, agendamento de serviços, entre outras soluções. Conheça mais os benefícios da rede de manutenção Arval.

Arval Smart Fleet

Leia mais Mostre menos